Início » Uncategorized » A criminalização dos anti-capitalistas!

A criminalização dos anti-capitalistas!

Justo na mesma semana em que famosas grifes de roupas são denunciadas por utilizarem mão-de-obra escrava (OBS.: trata-se de bolivianos/as que chegaram ao Brasil – que com isso ganha definitivamente a faixa de país imperialista da América Latina – com promessas de melhores condições de vida, mas que na verdade eram obrigados a trabalhar 16 horas/dia), na madrugada de ontem, umas de minhas “roommate” me mostrou o vídeo abaixo:

Vamos fazer o seguinte paralelo:

Empresas multinacionais usam mão-de-obra escrava e até agora alguém foi preso? #Not. Essas fábricas, que além de submeter trabalhadores a um regime de 16 horas/dia, ainda os mantinha em péssimas condições de higiene e segurança longe da mínima, com grandes riscos de incêndio e intoxicação (repare que as lojas Zara, onde a “Porquesia” vai luxar são finíssimas), só foram fechadas. Ninguém tá preso, a Zara e outras lojas continuam abertas e o consumidor burguês continua consumindo lá, e ainda defende o seu direito de consumir!

Hippies (que adotam um estilo de vida comunitário ou nômade, que se aproxima muito do anarquismo) que trabalham por conta própria, vivendo da sua arte, pelo fato de não terem uma licença (dos capitalistas?) para comercializar a sua arte, por estarem usando roupas velhas, naturalmente rasgadas, ou então roupas com cores berrantes para fazer apologia a psicodelia (considerada démodé para a Zara), são facilmente criminalizados, tem os seus pertences confiscados e se (se) indignarem, ainda podem ser presos por abuso de autoridade!

Para quem tem oposição ao consumismo; manifestações de contracultura; ideais anarquistas, igualitárias, de total liberdade não violenta; pratica o culto ao prazer livre, seja ele físico, sexual ou intelectual; repudia a ganância e a falsidade; é contra qualquer tipo de autoritarismo, tem-se como resposta humilhação, agressão, desmoralização, criminalização e prisão. Assim não é apenas os hippies, mais também os povos indígenas e outras populações tradicionais e os sem-terra. Como embaçam o dito “desenvolvimento”, ou deixam tudo “sujo” e “feio” são tudo uma ruma de criminoso!

Já para quem escraviza, explora, oprima e abusa: carta branca meu chapa! Chega a ser contado nos livros de história como heróis.

Criança mimada é esse sistema maldito, que reage de forma violenta àqueles que agem de forma oposta a ele.

Por esse motivo, saio da minha vida virtual e vou diversas vezes à rua, pois DA RUA EU NÃO SAIO!

E é por essa militância na rua, é que desde já quero informar que estarei passando 10 dias fora, pois estarei participando do Acampamento Nacional do MST em Brasília, com a promessa de quando voltar fazer um relato sobre essa experiência! Vou lá, fortalecer e me fortalecer na luta!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: